Por Redação em 01/07/2020

O setor de agronegócios vem investindo cada vez mais em energia solar para aumentar a sua competitividade. De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), o segmento hoje é responsável por 8,7% da potência de geração distribuída da fonte no país. Os investimentos desse setor na tecnologia já passaram de R$ 1,2 bilhão desde 2012.

“O uso da energia solar fotovoltaica junto ao agronegócio traz ganhos de competitividade aos produtores rurais, pois reduz os custos com eletricidade, aumenta a segurança elétrica, protege o consumidor contra os aumentos das tarifas de eletricidade, torna a produção no campo mais limpa e sustentável e agrega valor à marca do produtor rural”, explica Ronaldo Koloszuk, presidente do Conselho de Administração da Absolar.

Segundo Rodrigo Sauaia, CEO da entidade, a sinergia entre o agro e a solar fotovoltaica é enorme. “A tecnologia é extremamente versátil e pode ser utilizada no bombeamento e na irrigação de água, na refrigeração de carnes, leite e outros produtos, na regulação de temperatura para a produção de aves e frangos, na iluminação, em cercas elétricas, em sistemas de telecomunicação, no monitoramento da propriedade rural, entre muitas outras funcionalidades”.

 Boas perspectivas para o agronegócio, apesar da pandemia

A participação da fonte fotovotaica no agronegócio tende a crescer devido ao bom desempenho do setor. O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) em 2020 foi estimado em R$ 689,97 bilhões, 7,6% maior em comparação ao resultado de 2019 (R$ 641,35 bilhões). A projeção tem como base os dados de março e os reflexos da pandemia do coronavírus. O VBP é uma estimativa da geração de renda do meio rural,  sendo uma variável relevante para acompanhamento do desempenho do setor como um todo.

Para a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a pecuária deve ter o segundo ano consecutivo de bons resultados, com crescimento previsto de 6,7% (R$ 236,6 bilhões), e as lavouras, com 8,3% de alta (R$ 453,3 bilhões), destacando-se as produções de milho, soja e café.

 

Agronegócio

A ENGIE Brasil, maior empresa privada de geração de energia, transporte de gás e soluções energéticas do país, produziu uma série especial de vídeos com foco no agronegócio nacional. O novo canal disponível no blog Soluções ENGIE e também no perfil da ENGIE do youtube, traz entrevistas com especialistas e referências do segmento sobre geração de energia de fontes renováveis, novas tecnologias e as tendências do agribusiness.

Saiba mais