Por Redação em 21/07/2021

Mais de 500 empresas brasileiras, dentre as quais a ENGIE, são signatárias dos Princípios de Empoderamento das Mulheres” (WEPs, sigla em inglês de Women’s Empowerment Principles). A proposta é parte da iniciativa da ONU Mulheres, dentro das ações do programa Ganha-Ganha, cujo objetivo é apoiar e impulsionar iniciativas femininas.

O protego preza pela diversidade de gênero nas empresas, destacando que o empoderamento de mulheres e meninas é essencial para as boas práticas de governança, desenvolvimento social e sustentável, além de auxiliar a mudança de conceitos e comportamentos, especialmente em ambientes considerados predominantemente masculinos.

A boa notícia é que o Brasil se destaca por ser o local do mundo com maior quantidade de empresas signatárias destes princípios entre países como Argentina, Chile, Costa Rica, Jamaica e Uruguai, além da União Europeia.

Ações para empoderamento feminino

No primeiro trimestre de 2021, o total de 53 empresas receberam suporte técnico da equipe do Ganha-Ganha, seja com treinamentos ou suporte para desenvolver e implementar um plano de ação, ou seja com insumos específicos para atuação.

O programa da ONU Mulheres também promoveu dois eventos direcionados ao setor privado, para conscientizar e contribuir para a implementação de ações de combate ao racismo institucional nos meses de outubro e novembro. Participaram de representantes de 194 empresas nesta empreitada.

Além disso, em dezembro, como parte das ações pelo Dia Internacional dos Direitos Humanos, foi lançada uma campanha de sensibilização e destaque para a importância dos direitos humanos no setor privado, abordando o papel estratégico e de responsabilidade corporativa nas questões que envolvem igualdade de gênero.