Por Redação em 17/07/2020

A ENGIE apresenta uma nova solução para o setor elétrico, que oferece uma expressiva economia de energia nas empresas: conheça E-conomizaa solução para sua empresa economizar com energia.

Ideal para empreendimentos que não dispõem de uma equipe dedicada à gestão de contratos ou de infraestrutura elétrica robusta, e que procuram economia de energia sem muita preocupação.

Abaixo, apresentamos tudo o que você precisa saber sobre os benefícios da solução E-conomiza, além da atuação da ENGIE na modalidade de Comercialização Varejista. Clique nos tópicos e saiba mais!

E-conomiza: para empresas que desejam reduzir gastos com energia

E-conomiza garante uma redução de até 15% na sua conta de luz através da migração para o Mercado Livre de Energia. Neste ambiente, o consumidor livre negocia a quantidade de energia adequada ao seu perfil de consumo, isto é, o período de fornecimento, o preço, dentre outras flexibilidades.

>> Clique e conheça mais sobre o Mercado Livre de Energia


Ao longo dos últimos anos, é possível notar um crescimento exponencial de consumidores livres, pois cada vez mais empresas migram para economizar nos gastos com energia elétrica. Somente em 2019, o Mercado Livre de Energia cresceu 24%, segundo dados da Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia – ABRACEEL. Em 2020, a CCEE encerrou o primeiro trimestre com 7.453 consumidores habilitados para negociar no Mercado Livre. O volume é 23% maior do que o contabilizado em março de 2019.

Atualmente, mais de 30% de todo o consumo de energia no Brasil são negociados no Mercado Livre de Energia. Somente no setor industrial, essa porcentagem passa dos 80%. Trata-se de um ambiente de negociação que possui muita robustez, relevância e segurança. Devido ao seu crescimento, o Mercado Livre de Energia está se popularizando e cada vez mais empresas de pequeno e médio porte estão migrando. No entanto, não é toda empresa que possui equipes para a gestão de contratos de energia e demais responsabilidades frente à CCEE, como as exposições no Mercado de Curto Prazo.

Por esta razão, a ENGIE criou a solução E-conomiza que facilita todo esse processo de migração para o Mercado Livre, por meio de um contrato simplificado e com gestão operacional por conta dos nossos especialistas que tomam a frente dos acordos diretos com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) – portanto, dispensa a sua associação com a mesma e demais encargos.

Além disso, a principal vantagem, é que o cliente tem a garantia de até 15% de desconto na conta de luz de acordo com seu perfil de negócio, localização, dentre outros fatores analisados por nossa equipe.

Banner E-conomiza: solução para sua empresa economizar energia

Requisitos para adesão da solução E-conomiza

Consumidores de energia que desejam se tornar clientes da ENGIE devem atender a uma demanda mínima de 500kW por mês ou optar pela Comunhão de Cargas. Por exemplo, uma rede de supermercados ou de lojas pode somar o consumo entre as suas várias unidades através da comunhão de cargas. Abaixo, entenda quais são os tipos de comunhão e quando deve ser feita, conforme regras da CCEE:

  • Comunhão de Fato: unidades consumidoras localizadas em áreas contíguas, ou seja, unidades que são vizinhas ou que fazem fronteira entre si sem obstáculos (logradouro);
  • Comunhão de Direito: unidades consumidoras que possuem a mesma raiz de CNPJ e estão situadas no mesmo submercado e não necessariamente em área contígua.


Confira no vídeo abaixo como funciona essa operação no Mercado Livre de Energia.


Se a sua conta de luz mensal é de R$40.000,00 ou mais, este pode ser um indicativo de que há demanda suficiente para adesão da solução E-conomiza. Entenda os dados da sua fatura para verificar se a sua empresa é elegível ou não.

Ainda há dúvidas? Não se preocupe. Nossos especialistas estão à disposição para ajudar a sua empresa a identificar as possibilidades de migração para o Mercado Livre de Energia por meio da E-conomiza. Entre em contato agora mesmo clicando aqui.

Entenda sobre o desconto atrelado ao preço do cativo

O Brasil possui um Sistema Interligado Nacional (SIN) de energia elétrica, o qual possui custos variáveis dados pelas condições de geração da eletricidade. Através das Bandeiras Tarifárias, a geradora obtém o valor mensal do consumo, o qual é repassado para seus consumidores no Mercado Cativo de Energia.

No Mercado Livre, como isso funciona: as empresas geradoras e comercializadoras possuem liberdade para precificar a venda da sua energia. Esta competitividade promove a redução do preço da energia para o Consumidor Livre. São muitos os benefícios, entre eles, a livre negociação, melhores preços, flexibilidade de contratos e economia financeira.

Na proposta da E-conomiza, o desconto está atrelado ao Preço do Cativo, isto é, de acordo com a tarifa e as demais condições de fornecimento da distribuidora local de energia, conforme as normas reguladas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e SIN.

Consumidores industriais e comerciais ao contratarem a E-conomiza, com desconto atrelado ao Preço do Cativo, automaticamente garantem a redução de até 15% a menos na conta de luz através da solução. Por meio de um contrato pré-definido, entre o consumidor livre (a sua empresa) e o comercializador varejista (ENGIE), permite-se obter a economia de forma simplificada.

Mas, afinal, o que muda ou não na vida do consumidor no Mercado Livre?

  • O consumidor continuará conectado à rede de distribuição de energia da distribuidora local, pois ela ainda prestará o serviço de “entrega da energia”;
  • A compra da energia que antes era feita através da intermediação da distribuidora local, agora é feita diretamente com a Comercializadora (ENGIE), só que agora com o desconto de até 15% no custo de energia;
  • Ao contratar a E-conomiza, o consumidor receberá duas contas: uma da distribuidora local com os custos de distribuição e outra da ENGIE com os custos de compra de energia;
  • Para podermos faturar o uso da energia, o consumidor terá que fazer a instalação do “Sistema de Medição de Faturamento” (SMF) exigido pela CCEE;
  • O consumidor também terá que realizar a “denúncia do contrato atual de fornecimento” junto à sua distribuidora local para que a sua compra de energia seja feita com a ENGIE;
  • Em resumo, o objetivo da solução E-conomiza é facilitar a vida do consumidor em todo esse processo. Além disso, ele não precisa se preocupar com as variações de preço do Mercado Livre, pois a ENGIE garante um preço menor que o preço no Mercado Cativo, ou seja, um desconto de até 15% sem complicações.

Por que escolher a ENGIE?

Sua empresa pode migrar para o Mercado Livre de Energia através da representação de uma comercializadora varejista habilitada pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). A ENGIE é líder de mercado e, junto à Câmara, atende todas as obrigações da modalidade ao representar empresas de menor porte, como pequenas indústrias, shoppings, redes de varejo e outras, que desejam comprar energia livre e reduzir seus custos, sem as complicações de se tornar um Agente da CCEE para isto.

A ENGIE, como sua comercializadora varejista, através da solução E-conomiza, representará sua empresa a fim de reduzir qualquer complexidade, proporcionando maior confiança e garantia de uma economia expressiva nos custos da sua conta de luz. Lembrando que estamos falando de uma redução garantida todo mês.

Escolha ter energia livre na sua empresa. Acesse a página oficial da E-conomiza e preencha o formulário. Nossa equipe entrará em contato para mais informações. Seu empreendimento está a poucos passos de começar a economizar de verdade na conta de luz.