Por Redação em 13/10/2020

ENGIE e ArianeGroup assinaram, no dia 10 de setembro, acordo de cooperação de pesquisa e desenvolvimento de hidrogênio líquido renovável para acelerar o processo de descarbonização do setor de transporte pesado e de longa distância. Esta seria uma alternativa de emissão zero para os combustíveis fósseis utilizados por setores de transporte marítimo e ferroviário e aviação.

O acordo prevê o desenvolvimento e teste do combustível nas instalações industriais do ArianeGroup em Vernon, França. A empresa conta com uma sólida experiência em sistemas e soluções baseado em hidrogênio líquido.

“Estamos honrados por termos sido escolhidos pela ENGIE para esse projeto, em um momento em que o hidrogênio desempenha um papel fundamental nos planos de recuperação da França e da Alemanha e para o Acordo Verde Europeu (European Green Deal, conjunto de políticas e estratégias articulado pela Comissão Europeia a fim de conter a ameaça do aquecimento global)”, comemorou André-Hubert Roussel, CEO do ArianeGroup.

ENGIE: hidrogênio terá papel crucial no processo de transição energética

A ENGIE já está envolvida em soluções baseadas em hidrogênio renovável, desenvolvendo, para a mineradora Anglo American, o primeiro hidrogênio para ser utilizado em caminhões de transporte de mina. A ENGIE também foi o primeira a abastecer o trem de passageiros regional da Alstom com hidrogênio renovável, na Holanda.

“O hidrogênio renovável é um dos insumos que nos ajudará a fazer a transição para a neutralidade de carbono”, afirmou Claire Waysand, CEO interina da ENGIE, lembrando que o plano de recuperação da França apoia firmemente o desenvolvimento do hidrogênio.