Por Redação em 05/02/2021

O trabalho da ENGIE em questões de sustentabilidade foi reconhecido, mais uma vez, pela bolsa brasileira, que incluiu a empresa em mais um índice ESG. As letras representam as boas práticas socioambientais e de governança. Agora, as ações da ENGIE também fazem parte da nova carteira do Índice Carbono Eficiente (ICO2) da B3.

Assim, a ENGIE agora compõe a carteira ao lado de outras 57 empresas de 22 setores. A carteira é a primeira com as empresas do IBrX 100 que entregaram, formalmente, à B3 em 2020 relatórios de emissões de gases do efeito estufa.

A ENGIE é uma referência quando o assunto é energia e serviços de baixo carbono. Fontes renováveis e com baixo índice de emissão de gases do efeito estufa respondem por 90% da capacidade instalada da ENGIE no Brasil.

Além disso, outro fator que mostra o compromisso da empresa com a sustentabilidade são seus objetivos não financeiros. Eles são 19 metas que a empresa espera alcançar até 2030 em questões sustentáveis. Com divulgação gradual, a ENGIE já apresentou três deles. Entre eles está, por exemplo, a redução das emissões de gases do efeito estufa resultantes da geração de energia elétrica.

ENGIE está em índice de sustentabilidade da bolsa há 16 anos

O ICO2 é um dos três índices ESG da bolsa brasileira. Fazem parte dele as ações das empresas que participam do IBrX 100 e são mais transparentes quanto a emissões de gases estufa e sua preparação para uma economia de baixo carbono.

Antes de lançar o ICO2 em 2010, a bolsa brasileira criou o ISE, do qual a ENGIE faz parte há 16 anos. O ISE — ou Índice de Sustentabilidade Empresarial — é visto como o quarto índice de sustentabilidade mais importante do mundo.

Mais recentemente, em 2020, a B3 introduziu o S&P/B3 Brasil ESG. Este último, só permite a entrada de empresas que façam parte do S&P Brazil BMI (Broad Market Index) e “que não estão aderentes aos princípios do Pacto Global [da ONU] ou que fazem parte de setores específicos (tais como, armas, tabaco e carvão térmico)”. Além disso, é necessária uma pontuação mínima de ESG segundo critérios da S&P Dow Jones.

Ouça o podcast sobre o ESG: