Por Redação em 18/12/2020

A ENGIE fechou a maior carteira de contratos de compra e venda de energia firmados de uma só vez com uma mesma contraparte, a gigante de tecnologia Amazon. Os contratos preveem o fornecimento de energia a partir de usinas eólicas e solares que somam 650 MW de capacidade instalada nos EUA, Itália e França.

Os projetos estão alinhados com a meta da Amazon de alimentar suas operações com energia 100% renovável até 2030 e atingir carbono líquido zero até 2040.

O negócio confirma a liderança da ENGIE  na assinatura de PPAs renováveis com clientes industriais. Em 2019, a ENGIE foi a maior vendedora de PPAs corporativos de energia renovável do mundo, tendo firmado mais de 2.000 MW em contratos, principalmente nos EUA, mas também na Europa, em especial na Espanha.

ENGIE e Amazon assinam projetos em cinco estados nos EUA

Nos Estados Unidos, os novos projetos de energia solar e eólica da Amazon em conjunto com a ENGIE representam 569 MW nos estados de Delaware, Kansas, Carolina do Norte, Ohio e Virginia. Eles irão fornecer à Amazon, anualmente, aproximadamente 1.850 GWh de energia, bem como créditos de energia renovável.

Durante a construção das usinas, a ENGIE irá gerar aproximadamente 300 empregos em cada unidade eólica e 210 em cada instalação solar. Espera-se que os projetos entrem em operação comercial em 2021 e ao longo de 2022.

Na Europa, os contratos totais da Amazon com a ENGIE somam 66 MW na Itália e 15 MW na França, sendo os primeiros projetos de energia renovável em grande escala da empresa em cada um desses países. Para abastecer suas operações na Europa, a Amazon irá comprar energia renovável de duas usinas solares localizadas no sul da Itália e outra no sul da França.

ENGIE se firma em PPAs renováveis mundialmente

“Esses novos projetos em conjunto com a ENGIE representam nossos primeiros projetos de energia renovável em grande escala na Itália e na França, quanto à Europa, e em Delaware e Kansas, nos Estados Unidos. Irão ajudar significativamente em nossa trajetória para alimentar nossas operações com energia 100% renovável até 2030,” disse Nat Sahlstrom, Diretor da Amazon Energy.

“Esses contratos demonstram a capacidade da ENGIE para comercializar energia verde internacionalmente com nossos clientes e na América do Norte – assim como em outras regiões – reconhecemos que são necessários compromissos tanto de empresas globais quanto das comunidades locais para liderar a jornada em direção ao uso de energia limpa,” disse Gwenaëlle Avice-Huet, Vice-Presidente executiva da ENGIE encarregada da Linha de Negócio de Energias Renováveis e CEO da ENGIE North America.