Por Redação em 02/07/2021

A ENGIE planeja estimular sua cadeia de fornecedores a se engajar na transição energética rumo à economia net carbono. A descarbonização dos fornecedores busca ampliar a representatividade das reduções de emissões na cadeia de suprimentos, fazendo com que as aquisições corporativas se tornem uma ferramenta de alavancagem da economia sustentável.

Segundo Maria Carolina Safanelli, analista de Suprimentos Corporativo, a descarbonização da cadeia de suprimentos é uma jornada de longo prazo e o planejamento contempla iniciativas de conscientização e engajamento dos fornecedores. Elas também englobam certificações em critérios de meio ambiente e avaliação da “pegada de carbono”, com inventário de emissões. “A partir de um diagnóstico, iremos propor ações conjuntas com nossos parceiros para a redução de emissões de CO2. Esperamos que essa jornada se torne natural ao longo de sua progressão e que o movimento reflita em toda a cadeia de fornecimento”, explica a especialista.

Mapeamento de emissões considera parâmetros sólidos para descarbonização

O mapeamento de emissões adotado globalmente pela ENGIE está baseado no padrão internacional do Protocolo GHG (Greenhouse Gas Emissions) e engloba a definição do escopo societário e operacional da empresa, coleta de dados para os diferentes escopos, cálculos de emissões e, por último, a análise de resultados para definição de um plano de ação de redução de emissões. A definição das metas de descarbonização também considera os parâmetros internacionalmente reconhecidos do Science Based Targets.

Roberta Pacheco Vidor, gerente corporativa de Suprimentos, destaca que o programa iniciará com alguns fornecedores selecionados com base na sua representatividade nos negócios do Grupo e no impacto do seu segmento de atuação na emissão de CO2. “Por ser uma jornada de longo prazo, para alcançarmos o nosso propósito, estamos selecionando e convidando para esta etapa inicial um grupo de fornecedores parceiros que atuam no Brasil. Com o avanço do projeto, mais fornecedores poderão participar das ações de engajamento, capacitação e implementação de novas iniciativas”, diz.

A iniciativa faz parte das metas ambiciosas de descarbonização da ENGIE. O grupo trabalha com o objetivo de ter, até 2030, os fornecedores selecionados engajados e com metas concretas de redução de emissão de CO2, contribuindo com a redução de emissões da cadeia de suprimentos da companhia.