Por Redação em 09/07/2021

A União Europeia está próxima de atingir a meta de incrementar 6 GW de capacidade de geração de energia dedicada à eletrólise de água para produção de hidrogênio verde. A meta tem data limite de 2024. A afirmação foi de Constantine Levoyannis, head de política da Hidrogênio da Europe Association, durante um evento promovido pela Agência Reuters, em maio.

Segundo ele, a afirmação é baseada nos dados fornecidos pela European Clean Hydrogen Alliance, um órgão criado para auxiliar nas metas de produção de hidrogênio limpo na Comuniade Europeia. “O hidrogênio está sendo posto em pé de igualdade com outras tecnologias energéticas”, disse Constantine a respeito da meta de 6GW.

Regulamentação ainda é entrave para o hidrogênio verde na Europa

Para Levoyannis, entretanto, será preciso avançar na regulamentação do setor, viabilizando mais projetos de eletrólise para produção de hidrogênio. O especialista avalia que a legislação europeia atual é defasada para o tema, pois foi desenvolvida antes mesmo da meta de 6 GW destacada por ele anteriormente.

Sopna Sury, COO de Hidrogênio da utilitie alemã RWE, corroborou o alerta de Levoyannis, completando que a regulamentação e a política são necessárias para apoiar o desenvolvimento da tecnologia no Continente.

A expectativa de Levoyannis, é que as Diretrizes de Energias Renováveis ​​I (RED I), que devem ser publicadas em julho, possam incentivar a produção de hidrogênio, assim como a de veículos elétricos e de biocombustíveis.

Segundo o especialista, há uma correlação atual entre o desenvolvimento da eletrólise e a capacidade renovável estipulada em 12 meses, o que não corresponde à realidade. “Afinal, o eletrolisador pode ser comissionado em 12 meses, mas a capacidade renovável pode levar muito mais tempo para ser construída”, disse, sugerindo a flexibilização dos critérios para adicionar capacidade aos eletrolisadores até 2024. “Em seguida sim, podemos pensar em uma legislação de apoio nesse sentido”, salientou.

Setor precisa de mais investimentos

Christoph Noeres, líder de Hidrogênio Verde da alemã Thyssenkrupp, avaliou que os investimentos em eletrolisadores precisam aumentar para ajudar a reduzir os custos da tecnologia. Segundo ele, as plantas de produção de eletrólise precisam aumentar de tamanho para que a União Europeia alcance a meta de 6 GW até 2024. “Isso ajudará a reduzir custos gerais do hidrogênio verde”, disse.

Dados do Independent Commodity Inteligence Services (ICIS), pontuam que os custos de eletrolisadores representam cerca de 33% do preço final do hidrogênio verde. O equipamento só perde para o custo de fornecimento de energia, avaliado como o maior no processo