Por Redação em 13/11/2020

A preocupação ambiental está cada vez mais presente em empresas dos mais diferentes setores. A Heineken, por exemplo, anunciou uma parceria para que o transporte de seus produtos seja neutro em carbono. Para isso, vai usar a Zero Emission Services (ZES), consórcio de empresas formado pela ENGIE, ING Bank, Wärtsilä (de tecnologia marítima) e a autoridade do Porto de Roterdã.

“Nosso objetivo é causar um impacto positivo, construindo as bases para uma logística com zero emissões para todos os navios da Holanda”, afirma Jan Kempers, gestor do Programa de Desenvolvimento sustentável da Heineken Netherland Supply.

A meta da cervejaria holandesa é neutralizar as emissões de carbono em 45 mil contêineres por ano, conforme o Future Net Zero. Para isso, os navios de transporte da ZES serão movidos por um contêiner recarregável de energia carregado com fontes renováveis. Similar ao que acontece com uma pilha recarregável, quando a energia do contêiner se esgota, o navio só precisa parar em uma das estações de carga e trocá-la por outra que esteja cheia. A ZES vai garantir essa estrutura.

Transporte neutro em carbono é só uma das políticas da Heineken

A ZES explica que, quando não estão alimentando os navios, os contêineres ajudarão a estabilizar a rede de energia. A empresa quer também aumentar o número de pontos de carga, fazendo que  todo o frete dentro do país e em rotas marítimas curtas seja verde e com zero emissões.

Os 45 mil contêineres que fazem parte da parceria representam mais da metade dos cerca de 70 mil contêineres que a cervejaria exporta por ano. Portanto, o impacto deve ser significativo.

Este ano, a Heineken anunciou sua parceria com a ZES por um prazo de dez anos. A iniciativa faz parte das medidas da cervejaria com foco no meio ambiente. Entre elas estão, por exemplo,  a redução das emissões de carbono, com foco especial nas embalagens. Além disso, a companhia busca estimular a circulação de itens que iriam para o lixo, como geladeiras da marca.