Por Redação em 03/12/2020

O segundo dia de debates da Maratona PLD Horário teve como tema “Soluções para atendimento da demanda”. O foco foram as soluções para que as empresas aproveitem o melhor do novo cálculo do preço da energia no mercado de curto prazo. O Preço de Liquidações das Diferenças (PLD) horário entra em vigor em 1º de janeiro de 2021. De acordo com os participantes do segundo dia do evento, medir e gerenciar consumo será essencial no cenário do PLD horário.

“A implementação do PLD horário vai demandar dos serviços de gestão e consultoria uma atitude muito mais proativa”, diz Emílio Lacerda, executivo Comercial de Segmentos e Clientes Estratégicos de Soluções da ENGIE. Essa proatividade, contudo, deve estar presente também na gestão interna das empresas, segundo Lacerda.

“Gestão será o processo-chave, a palavra-chave nos próximos anos. Mas não há gestão sem medição”, resume Matheus Amorim, diretor Comercial de Soluções da ENGIE.

Medir e transformar dados em informação

Amorim explica que na forma atual de medição de energia, em patamares semanais, “havia pouca necessidade de refinamento na questão da gestão”. Porém o cenário muda com o PLD horário e vai além.

“Quando se fala em gestão, uma coisa que sempre bate muito forte é o quanto os consumidores estão prontos, no sentido de medição e setorização dos seus principais equipamentos e setores”. Segundo Amorim, este tipo de medição é necessária para que as empresas consigam entender a sua carga. Ou ainda os equipamentos que consomem mais e ainda a relação custo-benefício de mudar algo desse consumo.

A respeito da setorização das medições, Lacerda explica que ela é necessária para que se pensem soluções que otimizem o consumo, conforme cada área.

Porém, Amorim ressalva que não basta ter os dados. “Acima de tudo, a gente tem que criar informações. É aqui que a ENGIE tem mais a oferecer. Porque a gente tem uma solução de hardware e de software que informa. Mas, acima de tudo, é uma solução que interpreta esses dados e propõe ao cliente as melhores medidas de mitigação”.

Nesse sentido, Amorim aponta o Follow Energy como uma ferramenta importante que faz medições em tempo real de diferentes tipos de consumo. Ao criar um banco de dados, a ferramenta permite o uso dessas informações para basear decisões e ações.

Com PLD horário, autoprodução é alternativa

Fillipe Soares, diretor técnico da Associação dos Grandes Consumidores de Energia e Consumidores(Abrace), destaca a importância das medições para decisões de investimentos em soluções de energia. Para ele, com o PLD horário, primeiro é importante investir em medir processos. E, a partir dessa análise, ver o que é possível otimizar, considerar, por exemplo, apostar em eficiência energética.

E, nesse cenário de PLD horário, a autoprodução de energia surge como uma alternativa importante, especialmente a solar. Ela ganhou essa posição porque auxilia na previsibilidade dos custos. Isso porque, como lembra Lacerda, para aproveitar as oportunidades do mercado livre de energia, é importante acertar o momento em que se fecha o negócio. Ou seja, buscar um momento no qual a curva de preços futuros esteja favorável.

Assim, com a autogeração, não só o consumidor diminui sua exposição a essa compra, mas também produz justamente nos momentos de pico do PLD horário. Outra possibilidade é o armazenamento de energia — carregando as baterias quando o preço é mais baixo e usando a carga nas horas de pico.

Energy as a service é opção

Soares, da Abrace, ressalva que quando o consumidor investe em autoprodução, ele está tomando uma decisão fora do seu core business. E que, portanto, é uma decisão que precisa de bastante estudo e de um projeto bom. Já o armazenamento depende de uma combinação de fatores. Neste caso, acredita, será benéfico para empresas que não têm como deslocar o consumo para horários mais baratos.

Uma forma de diminuir o investimento inicial, lembra Lacerda, são os contratos de Energy as a Service, outra opção no portfólio da ENGIE. Nestes casos, a ENGIE faz os investimentos nos equipamentos, enquanto o consumidor paga apenas uma espécie de aluguel.

Terceiro dia de debates discutirá impactos do PLD horário

Nesta quinta-feira (3/12) acontece o terceiro e último dia de debates da Maratona PLD Horário. As discussões vão girar em torno de novos produtos de energia que devem surgir com o PLD horário. É possível acompanhar as discussões e assistir às sessões anteriores no YouTube da ENGIE.

PLD Horário

O PLD Horário entra em vigor em 1º de janeiro de 2021. A ENGIE presta um serviço especializado em gestão de energia, visando identificar as melhores oportunidades no mercado de energia. Nossas soluções integradas abrangem desde o planejamento energético, orçamento, planejamento de suprimentos em energia, consultoria econômico-financeira e regulatória em projetos de autoprodução de energia e sistemas de gestão.

Converse com nossos especialistas