Por Redação em 08/06/2020

O Mercado Livre de Energia propicia a liberdade de escolha dos consumidores e também de estímulo ao desenvolvimento de energia limpa através de fontes renováveis, como as energias solar e eólica, por exemplo, diminuindo o impacto ao meio ambiente.

Conheça as vantagens desse ambiente de contratação: o principal benefício é a redução de custo, além da autonomia, da flexibilidade na negociação, dos contratos customizados e do ganho de competitividade. A possibilidade de selecionar a origem da energia, dentre elas as fontes renováveis, contribui para a descarbonização da produção – um compromisso com a sustentabilidade.

Mercado Livre de Energia: economia significativa no preço da energia elétrica

O Mercado Livre de Energia  representa 83% do consumo industrial brasileiro, e boa parte dessa energia vem de fontes limpas e renováveis, como a hidrelétrica (inclusive as Pequenas Centrais Hidrelétricas, ou PCHs), eólica e a biomassa.

Dessa forma, esse mercado se apresenta como um importante propulsor para o desenvolvimento dessas fontes, conciliando a oferta com o interesse crescente dos consumidores por matrizes com apelo sustentável.

Dados da Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (ABRACEEL) indicam que, em 2019, o Mercado Livre de Energia cresceu 6% comparado ao ano anterior, correspondendo a uma movimentação de R$ 134 bilhões, o que representou uma economia média de 34% no preço da energia elétrica para consumidores que já são livres.

Confira alguns números que comprovam a força do Mercado Livre de Energia e o seu incentivo à energia renovável:

Números Mercado Livre de Energia ABRACEEL 2019

Fonte: Relatório Anual 2019 – ABRACEEL

Atuação ENGIE no Mercado Livre de Energia

Para lidar com os grandes desafios energéticos e ambientais, a ENGIE pratica um modelo de crescimento sustentável no Mercado Livre de Energia, e investe cada vez mais em energias renováveis através de suas usinas de geração de biomassa, eólica, solar e hidrelétrica – com 86,2% do total de sua capacidade instalada sendo proveniente de fontes limpas e renováveis.

Matriz Energética da ENGIE Brasil 2019

Algumas usinas da ENGIE contribuem para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e assim fazem parte do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) da ONU, gerando créditos de carbono.

Além disso, a ENGIE Brasil é acionista da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), que é responsável pelo maior projeto de geração de energia limpa e renovável registrado no MDL: a Usina Hidrelétrica Jirau, em Rondônia – que segue procedimentos submetidos a auditorias independentes, baseados nos Princípios do Equador e Padrões de Desempenho da International Finance Corporation (IFC), bem como foi avaliada de acordo com o Protocolo de Sustentabilidade da International Hydropower Association (IHA).

Usinas ENGIE e a expansão da energia renovável

As usinas da ENGIE no Brasil também são elegíveis para compor parte do portfólio de Green Bonds emitidos pelo Grupo internacionalmente e dessa forma canalizam fundos internacionais para a expansão das energias renováveis no país.

Assim como para a ENGIE, o tema é foco para muitas empresas, tanto no Brasil quanto no exterior, que, preocupadas em reduzir sua contribuição na geração de gases de efeito estufa, buscam alternativas mais sustentáveis.

Por exemplo, a adesão ao Programa RE 100, uma iniciativa global em que as empresas mais influentes do mundo se comprometeram a usar energia elétrica 100% renovável, sendo por meio da geração em suas próprias instalações ou comprando energia renovável proveniente de geradores e fornecedores.

Faça parte do Mercado Livre de Energia

Sua empresa também pode fazer parte desta corrente, adquirir energia limpa e renovável e contribuir para o crescimento sustentável.

Para saber se a sua empresa é elegível para o Mercado Livre de Energia, baixe agora o e-book clicando aqui. Descarbonize a sua produção, com flexibilidade e economia.