Por Redação em 17/11/2020

Smart grids são redes elétricas inteligentes de transmissão e distribuição que utilizam recursos de tecnologia da informação para gerar benefícios como a melhora da eficiência do sistema. Assim, ele se torna também mais sustentável. Essa eficiência é importante porque, conforme a população cresce, aumenta o consumo de energia.

Shenzhen, na China, é uma das cidades que já sente os benefícios de smart grids. Na cidade, a inteligência artificial serve como uma espécie de cérebro do sistema. Shenzhen tinha um problema: a inspeção da rede elétrica com algumas décadas de idade. Com mais de 3.900 quilômetros de rede além de cerca de 7.700 torres, a inspeção era um desafio, exigindo muito esforço e risco.

Como um primeiro passo, o SPSB (autoridade de fornecimento de energia da cidade) adotou um sistema de vigilância on-line em 2013. Apesar da melhora, os dados visuais ainda precisavam passar por uma análise manual — ou seja, o processo ainda não era eficiente.

Inspeção que levava 20 dias é feita em 2 horas

A Huawei criou um sistema inteligente de inspeção para Shenzhen. Ele usa um algoritmo de inteligência artificial para analisar imagens e vídeos e reportar qualquer problema nas torres ou postes. Até mesmo drones são usados em alguns casos.

A empresa estima que, quando se alia este sistema ao julgamento manual, o período para inspeção cai dos originais 20 dias para apenas duas horas.

Mas não se podem deixar de lado os benefícios que o 5G traz para os smart grids. “Na era do 4G, a maioria dos sensores usava transmissão por fio”, conforme comunicado da Huawei. Além disso, muitos componentes de sistemas de comunicação e controle precisavam ser configurados. Assim, os custos eram altos e subestações tinham dificuldade em acomodar tantos dispositivos e cabos.

Benefícios dos smart grids incluem proteção ao sistema

Antes do 5G e da inteligência artificial, as inspeções de rotinas não só demoravam, mas também demandavam processos como quedas de energia forçadas. Com o 5G, contudo, robôs de inspeção com esta tecnologia transmitem imagens e dados de temperatura baseados em infravermelho. Estes dados seguem para centros de controle, e uma plataforma inteligente faz a análise em tempo real.antena 5gA conexão 5G garante menor tempo de latência, além de maior velocidade e largura de banda na transmissão dessas informações.

A tecnologia também muda o mercado de trabalho. Xie Zhiyi, diretor de uma subestação local, conta que agora quer se tornar “engenheiro de inspeção de dados”.

Outro dos benefícios do 5G em smart grids está em teste também na China. Um mecanismo de proteção usa o 5G para evitar que uma falha na rede se espalhe. Neste sistema, controladores automáticos identificam alterações na corrente elétrica e cortam a energia do dispositivo com problema o mais rápido possível. Isso evita uma reação em cadeia.

No sistema tradicional, a fibra óptica fazia a conexão dos controladores que analisa a corrente. Mas a instalação de fibra óptica em larga escala exige muito tempo, tem um custo alto e tem maior chance de problemas. Já o 5G reduz o tempo de resposta do sistema, isolando mais rapidamente o problema.