Por Redação em 09/06/2021

A Siemens passou a integrar o Science Based Targets (SBTi), uma iniciativa global que visa a redução da emissão de gases de efeito estufa na indústria – e aderiu a quatro iniciativas mais ambiciosas de sustentabilidade. As iniciativas estão em linha com os esforços para limitar o aquecimento global a 1,5°C e atendem aos níveis mais elevados de ambição do Acordo de Paris.

Os quatro compromissos assumidos pela Siemens são: frota composta por 100% de veículos elétricos (EV100), possuir ou alugar apenas edifícios com emissões zero de carbono (EP100), obter energia 100% renovável (RE100) e reduzir em 20% as emissões de sua cadeia de suprimentos. Tudo até 2030.

Os compromissos devem permitir à companhia a descarbonização em toda a sua cadeia de valor, tendo como base científica o que o SBTi defende. Além disso, a Siemens passa a fazer parte de uma comunidade global de empresas que compartilham dos mesmos valores e objetivos para neutralizar as emissões de carbono até 2030.

Ações de descarbonização já ocorrem há alguns anos

A meta intermediária para atingir o objetivo de neutralidade de emissões em 2030 vem ocorrendo desde 2015 na Siemens, e envolveu corte nas emissões de CO2 em 54% até 2020.

Na operação brasileira, o corte foi maior, tendo atingido em 2020 uma redução de 84% nas emissões de CO2. Além disso, no Brasil, a Siemens assumiu o compromisso de neutralizar as emissões até 2025.

No que se refere à frota local de veículos para a área de vendas e de serviços, já havia a obrigatoriedade de fazer o abastecimento dos carros com etanol. Esse processo foi efetivado há dois anos e houve uma redução de 76% em sua pegada de carbono: as empresas (na época, a Siemens Energy ainda fazia parte da Siemens por meio da Divisão Gas & Power), saíram de um footprint de 542 ton. de CO2eq no ano fiscal 2018 para um footprint de 128 ton. de CO2eq no ano fiscal 2020.

“Precisamos reaprender a usar os recursos naturais para que as próximas gerações tenham um lugar onde viver. Na Siemens, entendemos que a descarbonização é um dos maiores desafios da nossa geração. Os esforços para descarbonizar todas as nossas operações são benéficos para o meio ambiente e para a sociedade, e são essenciais para o sucesso da companhia”, diz Pablo Fava, CEO da Siemens.