Por Redação em 19/04/2021

O empoderamento feminino passa pela coragem de exercer sua profissão livremente, colocando o seu conhecimento em prática e acreditando em si mesma. “Além disso, é importante que toda mulher tenha a oportunidade de estar atenta e não a necessidade de estar armada. Nem tudo é preconceito, há variadas nuances do comportamento humano para se analisar antes de fazer um julgamento ou tomar uma atitude e a liberdade para avaliar e agir é essencial”, avalia Sabryna Albuquerque, coordenadora de comunicação e relações institucionais da Jirau Energia.

Ela observa que é muito importante que a participação da mulher no mercado de trabalho seja pauta dentro das empresas e que se tenham políticas adequadas para conduzir esse futuro de mais e melhores oportunidades. “Em paralelo, é fundamental manter um ambiente corporativo em que as mulheres se sintam encorajadas, reconhecidas e apoiadas por todos, principalmente pela liderança masculina presente”, diz.

Para Sabryna, o mercado de trabalho está caminhando para a valorização plena da mulher. “No geral vejo melhorias pontuais e relevantes”, afirma. “É fundamental não parar e para isso a união das mulheres é imprescindível. Unidas, a vez e a voz se tornam mais fortes”, reforça.

“Vejo que as barreiras para a maior presença das mulheres no mercado de trabalho são antigas conhecidas das mulheres e as vemos como desafios e não mais como algo intransponível”, avalia. “Contudo, as empresas têm ampliado as oportunidades para as posições femininas e investido em programas de qualidade de vida que beneficiam essas mulheres e suas famílias”, observa. “É uma realidade que vem se transformando. Na Jirau Energia, por exemplo, ocupamos diferentes funções – somos técnicas, engenheiras, gestoras”, destaca. 

“O importante é estar em um lugar onde compartilhamos de um propósito maior”

Sabryna nasceu em Governador Valadares, interior de Minas Gerais. É formada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo e Publicidade. “Desde criança me interessei pelos livros e ganhava todos os concursos de redação da escola”, conta. “Optei pela profissão por acreditar que a comunicação é um meio de evolução da humanidade. Saber se comunicar é uma arte que precisa ser moldada a cada dia, com destreza, discernimento e sensibilidade”, define.

Suas principais experiências profissionais foram nas áreas do agronegócio, educação, política e, por fim, geração de energia. “Na Jirau Energia, estou há 12 anos, quando fui contratada como analista e hoje atuo como Coordenadora de Comunicação”, diz. “Coragem, dedicação, muito estudo e flexibilidade formaram o alicerce da minha carreira até aqui. Passei pelas diferentes fases da empresa desde a minha chegada, quando a UHE Jirau ainda estava em construção. Avalio meu crescimento profissional principalmente pela riqueza da experiência adquirida e por minha contribuição para as conquistas do grupo”, afirma.

Ela conta que, atualmente a sua área é formada por três profissionais mulheres que, juntas, fazem a comunicação de Jirau. “A motivação e a criatividade são o nosso combustível para um dia a dia produtivo e saudável. Para isso, é importante poder contar com o apoio umas das outras, da alta gestão e dos nossos pares”, afirma.

Para Sabryna, é importante é estar em um lugar onde pode compartilhar de um propósito maior, que melhore a vida de outras pessoas, com respeito e ética, independente de gênero, religião ou etnia. “Por isso hoje me sinto realizada, pois a Jirau Energia é uma empresa que valoriza a pluralidade das pessoas e tem a sustentabilidade e a ética em suas diretrizes”, conclui.