Por Redação em 11/11/2020

Instituições de ensino superior nos Estados Unidos vêm contratando serviços energy-as-a-Service visando o fornecimento qualificado de energia, para reduzir custos operacionais e alcançar metas de sustentabilidade.

Em dezembro de 2019, a Universidade de Iowa anunciou contrato com a ENGIE e a Meridiam. As duas empresas estão ajudando a universidade a otimizar o uso de energia e atingir metas de descarbonização e sustentabilidade.

Em 2017, um dos maiores campus dos EUA, a Universidade Estadual de Ohio, assinou contrato semelhante com a ENGIE e a Axium Infrastructure. Com a parceria, a instituição espera alcançar 25% de melhoria da eficiência energética nos próximos anos.

Os contratos foram concebidos para atender as demandas de energia e sustentabilidade das duas universidades, mas permite, principalmente, que as instituições concentrem suas preocupações no que é prioridade: a excelência de ensino e pesquisa.

Preocupação com a sustentabilidade não é assunto novo entre as universidades

A preocupação com a sustentabilidade não é assunto novo entre as universidades. Há dez anos a Universidade da Indonésia elabora o UI GreenMetric World University Ranking, ranking que mede o compromisso das universidades com práticas sustentáveis.

A edição de 2019 listou, entre as dez universidades mais sustentáveis do mundo: a
Universidade de Wageningen (Holanda); Universidade de Oxford (Inglaterra); Universidade da Califórnia em Davis (Estados Unidos); Universidade de Nottingham (Inglaterra); Nottingham Trent University (Inglaterra); Universidades de Ciências Aplicadas de Trier (Alemanha); Universidade de Leiden (Holanda); Universidade de Groningen (Holanda); University College Cork (Irlanda); Bangor University (País de Gales).

Vinte e oito instituições do ensino superior do Brasil (públicas e privadas) estão representadas nesse ranking. A Universidade de São Paulo (USP) aparece em 18º lugar no ranking mundial.

O que é o modelo energy-as-a-service

O conceito energy-as-a-Service (EaaS), derivado do software as a service (SaaS), é um modelo de negócios em que os clientes pagam por um serviço de energia sem ter que fazer nenhum investimento em infraestrutura ou equipamentos geradores.